Iberbibliotecas

11ª Concurso de Ajudas, 2023

Com o objetivo de reconhecer e consolidar as bibliotecas públicas e comunitárias como espaços de livre acesso à informação e à leitura, trabalhando para a inclusão social e contribuindo para a qualificação e o desenvolvimento da educação, o Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas, realiza anualmente um Concurso de Ajudas dirigido a bibliotecas públicas e comunitárias nos países e cidades membros.

O Iberbibliotecas é dirigida pela Secretaria Geral Ibero-Americana, SEGIB, e é coordenada pelo Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe, CERLALC, como Unidade Técnica.

Com esta décima primeira edição, o Concurso de Ajudas comemora onze anos de apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores de bibliotecas em toda a Ibero-América, durante os quais entregou mais de 2 milhões de dólares para fortalecer as bibliotecas públicas, comunitárias e populares da região.

Para anexar e enviar a documentação, preencha o seguinte formulário.


PARABÉNS PELOS PROJETOS VENCEDORES 

Os vencedores serão contatados pela Secretaria Técnica do programa Iberbibliotecas através do endereço eletrônico registrado no formulário de inscrição.

  

Deslize

Deslize

Tab #1

01 – Introdução

Com o objetivo de reconhecer e consolidar as bibliotecas públicas e comunitárias como espaços de livre acesso à informação e à leitura, trabalhando para a inclusão social e contribuindo para a qualificação e o desenvolvimento da educação, o Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas, realiza anualmente um Concurso de Ajudas dirigido a bibliotecas públicas e comunitárias nos países e cidades membros.

O Iberbibliotecas é dirigida pela Secretaria Geral Ibero-Americana, SEGIB, e é coordenada pelo Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe, CERLALC, como Unidade Técnica.

Com esta décima primeira edição, o Concurso de Ajudas comemora onze anos de apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores de bibliotecas em toda a Ibero-América, durante os quais entregou mais de 2 milhões de dólares para fortalecer as bibliotecas públicas, comunitárias e populares da região.

Esta convocatória abre uma nova etapa em que a igualdade e inclusão de gênero serão componentes transversais. Assim, todos os projetos que se apresentam, independentemente da sua estrutura, finalidade e forma de execução, devem ser concebidos e executados numa perspectiva de igualdade de género, atenção à diversidade e inclusão de grupos vulneráveis.

Nesta versão, o programa prossegue com o reconhecimento dos projetos postulados que demonstrem elevada qualidade, ainda que não sejam eleitos vencedores, a fim de promover a sua divulgação de forma a dotá-los de outras formas e oportunidades para a concretização da sua realização e objetivos . Esses projetos finalistas não selecionados receberão o reconhecimento de sua qualidade, que será expresso em certificado de Projeto Biblioteca Destaque e sua inclusão nos editais de encerramento do Concurso, de forma que esse reconhecimento ajude a entidade a buscar outras possibilidades de apoio ou financiamento.

Por último, importa referir que nesta edição as bibliotecas e entidades interessadas em participar contarão com o apoio de uma Mesa de Acompanhamento para apresentação de projetos que orientarão as inscrições e sanarão dúvidas durante o processo. las bibliotecas y entidades interesadas en participar contarán con el apoyo de una Mesa de Acompanhamento para la presentación de proyectos que orientará las postulaciones y resolverá dudas durante el proceso.

Tab #2

02 – ¿Qué tipos de proyectos se pueden presentar?

O 11º Concurso de ajudas 2023 receberá a inscrição de projetos nas três categorias a seguir:

1. Projetos inovadores vinculados à transformação social nos processos bibliotecários. Projetos que desenvolvam uma ou mais das seguintes ações:

    1. Ações e serviços que contribuam para reduzir a exclusão digital e promovam o acesso a serviços, acervos e outros tipos de conteúdo digital.
    2. Ações e planos de formação em competências digitais para o exercício dos direitos de cidadania.
    3. Iniciativas para promover a inovação, experimentação e participação cidadã em bibliotecas da comunidade.
    4. Desenvolvimento de ações/projetos para fortalecer serviços de referência virtual e serviços de informação e memória ou conhecimento local.
    5. Projetos que promovem e incentivam a leitura, a escrita e a oralidade em diferentes suportes e formatos.
    6. Projetos que promovem a sustentabilidade ambiental.

Projetos de fortalecimento de redes e sistemas de bibliotecas nacionais, regionais ou municipais. Esses projetos devem ter como objetivo atender a um ou mais desses objetivos:

    1. Elaboração de planos estratégicos.
    2. Estudos do valor das bibliotecas.
    3. Estudos de avaliação de serviços.
    4. Desenho de planos de apoio à leitura.
    5. Desenvolvimento de estratégias de comunicação digital.
    6. Definição de normas de serviço.
    7. Plano de gestão da coleção.

Observação:clique para conhecer algumas definições sobre rede ou sistema de biblioteca.

Sistema bibliotecário: 1.”Biblioteca ou conjunto conectado de bibliotecas com todas as suas divisões, serviços e unidades que cooperam para servir uma área geográfica específica, um domínio temático específico ou um grupo específico de usuários” (ISO) 2. “Conjunto de unidades de bibliotecas com um planeamento e estrutura específicos estrutura organizacional comum, seja qual for o seu âmbito, que geralmente depende de uma mesma unidade administrativa, voltada para a consecução de determinados objetivos” (Varela Orol, et. al., 1988) Rede de bibliotecas: 1.”Conjunto de sistemas de bibliotecas conectadas que mantêm sua autonomia administrativa e cujo fundamento é a cooperação entre as bibliotecas que compõem
3. 3. Projetos de planejamento e desenvolvimento de serviços de extensão de bibliotecas, entre outros

Entende-se por serviços de extensão de bibliotecas aqueles que podem ser oferecidos através de serviços móveis dirigidos a comunidades sem acesso aos serviços da biblioteca, seja por motivo de reclusão, exclusão, deficiência ou doença. Os projetos devem estar associados a uma biblioteca pública ou comunitária.

Observação:clique para conhecer um conceito mais amplo de extensão de biblioteca. A aplicação de políticas de extensão bibliotecária implica uma série de ações por parte da biblioteca para atender aos potenciais leitores, ou seja, usuários incomuns com dificuldades de acesso aos seus serviços. A extensão bibliotecária também inclui atividades de promoção da leitura, promoção de livros ou conscientização da leitura. Independentemente da sua terminologia, o objetivo é aproximar os serviços de leitura e biblioteca de qualquer usuário, oferecendo informação e eliminando barreiras socioculturais, económicas, geográficas ou de outro tipo.

Tab #3

03 - Quem pode participar?

Em todos os casos, as entidades que se candidatam ao Concurso devem estar legalmente constituídas e demonstrá-lo adequadamente com os documentos legais regulares exigidos em seu próprio país.

  1. Bibliotecas públicas e comunitárias e populares dos países e cidades membros: Brasil, Chile, Colombia, Costra Rica, El Salvador, España, México, Perú e as cidades de: Medellín e Quito.
  2. Associações, redes e sistemas de bibliotecas públicas ou comunitárias de países ou
  3. Organizações públicas e privadas que apresentam projetos para o desenvolvimento de bibliotecas públicas ou comunitárias e redes de bibliotecas de países e cidades membros ativos. (Nesse caso, deverá ser anexada carta de aprovação ou parecer favorável do projeto da Unidade Gestora responsável pelas bibliotecas a que o projeto se destina).
  4. Cidades ou países não membros que apresentem um projeto conjunto com uma cidade ou país membro ativo. Neste caso, o projeto deve ser apresentado por uma entidade da cidade ou do país membro ativo.

Condições que as bibliotecas ou entidades que se candidatam devem cumprir:

PARA TODAS AS BIBLIOTECAS OU ENTIDADES:

  1. A biblioteca ou entidade proponente só pode apresentar um projeto ao 11º Concurso de Ajudas 2023.
  2. Duas ou mais bibliotecas ou entidades pertencentes a diferentes membros do Programa Iberbibliotecas podem associar-se para apresentar um projeto comum e aspirar a uma maior ajuda financeira. Nesse caso, uma delas assumirá a responsabilidade direta por sua execução: gerenciamento do projeto, administração dos recursos e apresentação de relatórios técnicos e financeiros. A entidade responsável deve ter o aval da entidade a que se associou.

PARA BIBLIOTECAS OU ENTIDADES VENCEDORAS DE OUTROS CONCURSOS:

  1. Uma biblioteca ou entidade que tenha vencido editais anteriores poderá se inscrever novamente dois anos após a conclusão do projeto vencedor (com a aprovação do Conselho) e com um projeto diferente do originalmente escolhido.
    • Observação:Pressupõe-se diferente se a mesma entidade apresentar o mesmo projeto e este se desenvolver: 1) em ou com bibliotecas de território diferente do anterior projeto vencedor; 2) com público-alvo diferente do projeto vencedor anterior; 3) com descrição de objetivos específicos diferentes do projeto vencedor anterior.
  2. Não poderão se candidatar ao edital as bibliotecas ou entidades vencedoras de editais anteriores que não tenham cumprido os requisitos de acompanhamento e avaliação e cujo preenchimento não tenha sido aprovado com sucesso. Se tiver dúvidas sobre este tema, pode consultar a Unidade Técnica do programa caso a sua entidade seja banida do Concurso.

PARA PONTOS FOCAIS DA IBERBIBLIOTECAS:

  1. A organização ou ponto focal que representa cada cidade ou país membro poderá submeter projetos ao Concurso através do mecanismo regular e passará por um processo de avaliação na segunda etapa, que consiste na avaliação do projeto por outros dois pontos focais.

Observação:[i]

3De acuerdo con la definición de la IFLA-UNESCO: “Una biblioteca pública es una organización establecida, respaldada y financiada por la comunidad, ya sea por conducto de una autoridad u órgano local, regional o nacional, o mediante cualquier otra forma de organización colectiva. Brinda acceso al conocimiento, la información y las obras de la imaginación gracias a toda una serie de recursos y servicios y está a disposición de todos los miembros de la comunidad por igual, sean cuales fueren su raza, nacionalidad, edad, sexo, religión, idioma, discapacidad, condición económica y laboral y nivel de instrucción”.

Tab #3

04 – ¿Cómo presentar una propuesta?

As propostas poderão ser apresentadas em espanhol ou português.

DOCUMENTOS DE APLICAÇÃO

Os documentos de postulação podem ser baixados em nosso site na seção Convocatórias para bolsas: (https://www.iberbibliotecas.org/por/convocatoria-de-ayudas). Especificamente, 3 documentos preenchidos devem ser entregues:

a) Formulário de inscrição: completar este documento do Word que você está lendo.
b) Formato do orçamento em dólares e moeda local: Baixe e preencha o documento Excel.
c) Formato do calendário ou cronograma das atividades do projeto: Baixe e preencha o documento Excel.

Todas as propostas podem, opcionalmente, entregar:

d) Anexo. Carta assinada pela autoridade local da comunidade beneficiária endossando ou apoiando o projeto apresentado.

Além disso, outros documentos anexados serão entregues se as seguintes condições forem atendidas:

A entidade proponente não é uma biblioteca,nesse caso é necessário:

  1. Anexo. Carta de aprovação ou parecer favorável do projeto pela Unidade Gestora responsável pelas bibliotecas a que o projeto se destina.

O projeto já está em execução, nesse caso é necessário:

  1. Anexos. Você deve enviar no máximo três documentos para comprovar que já está desenvolvendo o projeto.

Os formatos suportados para esses documentos anexados são: .doc; .xls; .ppt; .pdf; .jpg (Ou seja, fotografias, documentos, atas, apresentações, tabelas... etc.).

Para facilitar a tarefa de apresentação de propostas, os interessados podem baixar exemplos dos formatos de calendário e orçamento. Esses exemplos servem como um guia para preencher os formulários de forma clara e precisa.

Download

FORMAS DE ENVIO DE DOCUMENTOS

As bibliotecas ou entidades participantes podem candidatar-se de uma das seguintes formas (apenas uma delas deve ser escolhida):

1. Faça o upload dos documentos de inscrição em nosso site seguindo estas etapas: 

  • a. Entre em nosso site e vá até a seção Convocatória para Bolsas:https://www.iberbibliotecas.org/por/convocatoria-de-ayudas.
  • b. Faça o upload dos documentos gerais preenchidos a serem entregues: formulário, orçamento e cronograma, e os documentos anexos (se necessário). Eles devem ser carregados um a um, clicando nos botões "Anexar". Verifique se o documento está carregado antes de encerrar o aplicativo.


2. Envio dos documentos de postulação por e-mail:
 

  • a. Envie um e-mail para a conta iberbibliotecas@cerlalc.org com o tema "Concurso de Ajudas 2023". Neste e-mail devem ser anexados os documentos gerais de candidatura preenchidos: formulário, orçamento e cronograma, e os documentos anexos (se necessário).

 

Utilizar uma única rota de cadastro, o envio dos projetos por diferentes canais pode dificultar o processo de sistematização.

CONDIÇÕES DE ACEITAÇÃO DE CANDIDATURAS

    • a. Não serão aceitas propostas enviadas após o encerramento da convocatória: 14 de julho às 23h30 em seu país.
    • b. Só será contabilizado o primeiro envio, salvo alteração da data de inscrição.
    • c. Não serão aceitas candidaturas que não incluam todos os documentos necessários devidamente preenchidos.

 

ACEITAÇÃO DOS TERMOS DA CONVOCAÇÃO

A submissão deste Formulário de Inscrição implica a aceitação tácita dos termos e condições destes Concurso do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas. Com a submissão do Formulário de inscrição, a entidade proponente declara que conhece e aceita integralmente os fundamentos do Concurso.

Tab #3

Processo de seleção

Etapa 1

O Cerlalc, órgão que exerce a Unidade Técnica do Programa, se encarregará de verificar o cumprimento dos requisitos de todas as propostas recebidas no Edital e enviará os documentos dos projetos qualificados aos representantes dos países e membros cidades para fazer sua pré-seleção.

Em caso de incumprimento de algum dos requisitos remediáveis, a Unidade Técnica informará a entidade requerente, por via electrónica e numa única ocasião, quais os pontos que devem ser corrigidos, concedendo-lhe o prazo máximo de uma semana para responder aos referidos solicitar.

Características remediáveis:

    1. Formulário de inscrição não preenchido completamente.
    2. Erros de cronograma.
    3. Erros no orçamento.
    4. Seleção da categoria não adequada.

Características não remediáveis:

    1. Documentos faltantes.
    2. Enviar os formatos de orçamento e calendário completamente vazios.
    3. Proposta enviada em outros formatos.
    4. Objetivos que claramente nada têm a ver com o campo da biblioteca.

Não serão aceitos projetos que não sejam desenvolvidos em ou com bibliotecas públicas, comunitárias ou populares: não serão aceitos projetos de bibliotecas escolares (a menos que você justifique que desenvolvem trabalhos com toda a comunidade), especializadas, universitárias e outras.

Etapa 2

Dados os contextos jurídicos, sociais e culturais de cada território, os projetos autorizados pela Unidade Técnica serão avaliados pelo ponto focal sob o qual o projeto foi apresentado. O ponto focal fará uma pré-seleção de acordo com os critérios estabelecidos nas bases deste Edital.

No caso de projetos apresentados ou auspiciados diretamente pelos pontos focais, ou seja, as organizações que representam Iberbibliotecas em cada território, eles serão avaliados diretamente por um subcomitê de seleção composto por dois membros diferentes do Conselho Intergovernamental.

Etapa 3

Cada um dos projetos pré-selecionados e apresentados diretamente pelos pontos focais serão avaliados por um comitê de avaliação de especialistas que serão escolhidos pelo Conselho Intergovernamental da Iberbibliotecas. Este comitê será responsável por desenvolver a etapa 3 da avaliação aplicando os critérios indicados na seção correspondente do Concurso e entregará um conceito de avaliação final que será levado em consideração pelo Conselho para publicar a seleção dos vencedores.

Seleção final

Na seleção final, para os projetos realizados por dois ou mais países ibero-americanos, o Conselho Intergovernamental considerará a possibilidade de somar até um ponto adicional, como critério de avaliação positiva da cooperação bibliotecária entre países.

Haverá pelo menos um projeto vencedor por membro ativo do programa desde que o projeto atenda às condições técnicas e de qualidade estipuladas no edital.

Las decisiones tomadas en los procesos de habilitación, preselección y selección final son inapelables. Se publicarán oportunamente en el portal web del Programa y se divulgarán en sus redes sociales.

Tab #3

07-Critérios de avaliação

O grau de interesse e coerência do projeto será avaliado com base na exposição e conceituação dos seguintes critérios: 

Critério Observaçãos Pontuação 
    • Pertinência e reconhecimento do problema

Identificação do problema, descrição precisa dos objetivos e coerência interna do projeto com o edital.

  • a. Formulação do problema: 0-1 pontos. 
  • b. Objetivos: 0-1 pontos.
  • c. Coerência interna do projeto com a categoria do concurso em que se inscreve: 0-0,5 pontos.
2,5
  • População-alvo e atendimento diferenciado (3 abordagens)
  • O projeto identifica claramente sua população-alvo ou usuários potenciais com atenção à perspectiva de igualdade de gênero, atenção à diversidade cultural e inclusão de grupos vulneráveis ​​ou com necessidades especiais, bem como as necessidades específicas de tais grupos que são objeto de atenção do bibliotecário.
     
  • a. Identificação da população beneficiária: 0-1 pontos.
  • b. Relação entre as necessidades da população beneficiária e o objetivo geral do projeto: 0-1 pontos.
  • c. Possui ações com perspectiva de igualdade de gênero, atenção à diversidade cultural e inclusão de grupos vulneráveis ​​ou com necessidades especiais: 0-1 pontos.
3
  • Sustentabilidade do projeto
    O tempo de existência da entidade e o apresentação de experiências em projetos similares presentación de experiencias de en proyectos similares.
  • a. Experiência da entidade relacionada com o projeto ou atividades similares: 0-1 pontos.
  • b.  Anos de experiência da entidade proponente 0-0,5 pontos. (Um ponto por cada ano de experiência, até 5 anos).
  • c. Experiencia en desarrollo de servicios innovadores: 0-0,5 pontos. 0-0,5 pontos. (Questão 3.2)
2
  • Qualidade da proposta
    Adequação dos elementos do projeto para atingir seus objetivos.
  • a. Estrutura/lógica dos resultados, componentes e atividades e indicadores: 0-1 pontos.
  • b. Sequência das atividades do cronograma: 0-0,5 pontos.
  • c. Viabilidade financeira: 0-1 pontos.
2,5
TOTAL  10 

 

Tab #3

08-Apoio econômico

A bolsa concursável para a 11o Concurso de Ajudas 2023 é de US$ 180.000 (cento e oitenta mil dólares americanos).

Quantidade da ajuda entregue a cada projeto vencedor não pode superar USD 10.000 no caso de ser apresentado individualmente e USD 20.000 no caso de ser apresentado em nome de dois ou mais pontos focais ou outros países que não sejam membros da Iberbibliotecas.

A seleção dos projetos e distribuição orçamentária será realizada da seguinte forma:

Tipo de projeto  Valor unitário  Total 
11 projetos vencedores (um para cada membro ativo da Iberbibliotecas)
Até $ 10.000 USD (dez mil dólares)
$110.000 USD (ciento diez mil dólares)
5 projetos por classificação de pontuação (Depois de escolhidos os 11 projetos do ponto anterior, serão selecionados outros 5 de acordo com a pontuação) Até $ 10.000 USD (dez mil dólares) $ 50.000 USD (cinquenta mil dólares)
Orçamento adicional para complementar projetos vencedores apresentados por dois ou mais países Uma bolsa de US$ 20.000 será destinada para apoiar projetos apresentados por dois ou mais países. $20.000 USD (Veinte mil dólares)
TOTAL  US$ 180.000 (cento e oitenta mil dólares americanos).  

CONTRAPARTIDA DO PROJETO

O recurso designado para o projeto equivalerá a um máximo de 80% do orçamento total do projeto. Por conseguinte, cada entidade beneficiária deve fornecer uma contrapartida mínima ou porcentagem do seu próprio financiamento correspondente a 20% do projeto total e pode ser designada a qualquer tipo de despesa, desde que seja contemplada no projeto apresentado e justificada documentalmente.

DESPESAS FINANCEIRAS E LIMITES POR TIPO DE DESPESAS

O recurso alocado será utilizado exclusivamente para o desenvolvimento do projeto e não poderá ser utilizado para os custos fixos da entidade ou para as despesas administrativas incorridas pelo projeto, tais como: serviços públicos, impostos ou taxas, material de escritório, pessoal permanente ou outros relacionados com o funcionamento da entidade.

No orçamento apresentado, a compra ou aquisição de implementos tecnológicos (computadores, tablets, impressoras, leitores eletrônicos, entre outros) não poderá ultrapassar 20% do valor solicitado à Iberbibliotecas. Se o projeto justificar claramente o atendimento à população com deficiência, a compra ou aquisição de implementos tecnológicos será elevada para 60%.

CONDIÇÕES DE DESEMBOLSO DA AJUDA

Para o desembolso da ajuda financeira aprovada pelo Conselho Intergovernamental, a entidade vencedora deve anexar documentos comprovativos da sua existência e representação legal, bem como os dados da sua conta bancária:

  • a. Documento de existência e representação legal da entidade, emitido no último mês.
  • b. Nomeação do representante legal da entidade.
  • c. Documento de identificação do representante legal da entidade.
  • d. Detalhes da conta bancária da entidade para transferências internacionais.
  • e. Formulário de aceitação do auxílio assinado pelo representante legal.


Um primeiro desembolso correspondente a 60% do valor aprovado será feito quando os documentos forem totalmente apresentados e o formulário de aceitação da ajuda for assinado. Um segundo e último desembolso de 40% da ajuda será feito assim que o relatório parcial for recebido a contento do ponto focal em nome do qual o projeto foi apresentado. A entidade deve apresentar um relatório final que contabiliza o último desembolso recebido para encerrar o projeto.

Caso os fundos devam ser recebidos por uma entidade externa à qual a proposta é submetida, o representante legal deve ainda enviar uma carta autorizando a transferência para aquela entidade.

Tab #3

09-Calendário

O programa Iberbibliotecas desenvolve anualmente o Concurso de Ajudas, de acordo com o seu calendário de atividades, para que o dia de deliberação para a seleção final dos projetos vencedores possa coincidir com o Conselho Intergovernamental, que para o ano de 2023 será realizado em dezembro.

Atividade Data 
Abertura da Chamada17 de abril
Prazo para solicitar ajuda da Mesa de Acompanhamento7 de julho
Encerramento do recebimento de propostas23 de julho
Revisão dos requisitos11 de agosto
Correção das propostas 18 de agosto
Publicação dos projetos habilitados 25 de agosto
Publicação dos projetos pré-selecionados 16 de outubro
Publicação dos projetos vencedores 19 de dezembro
Primeiro desembolso da ajuda económica Janeiro de 2024
Fim da execução dos projetos Dezembro de 2024

Tab #3

10-Acompanhamento e Avaliação

As entidades vencedoras devem apresentar relatórios mensais à Unidade Técnica que prestam contas da execução técnica do projeto nos formatos estabelecidos para o efeito. Quando 60% do projeto estiver executado, as entidades vencedoras apresentarão um relatório de andamento com os respectivos suportes (faturas, folhas de presença, material audiovisual ou outros), que serão analisados pelo Conselho Intergovernamental do Programa para autorizar a segunda e último desembolso de 40% da ajuda aprovada.

No final do projeto, as entidades beneficiárias devem enviar um relatório técnico e financeiro que dê conta da execução de todo o orçamento atribuído. Caso não tenham executado 100%, deverão efetuar o reembolso pertinente à Unidade Técnica.

A entrega do relatório final também possibilitará formalizar o encerramento do processo através de ato de cumprimento expedido pelo Conselho Intergovernamental.

As instituições beneficiárias que não atenderem a todos os requisitos de acompanhamento do Concurso não poderão se candidatar a futuras convocatórias e deverão reembolsar o auxílio recebido. No caso de não efetuar a devolução, o Conselho Intergovernamental poderá iniciar o processo legal correspondente.

A informação técnica e documental dos projetos vencedores que tenham concluído a sua execução será armazenada numa plataforma digital dentro do portal do Programa, de forma a servir como um banco de boas práticas que podem ser replicadas em diferentes pontos da região Ibero-americana.

Tab #3

11-Consultas

Para resolver qualquer dúvida relacionada com a candidatura, os interessados em apresentar as propostas podem entrar em contato com a Unidade Técnica do Programa:

E-mail iberbibliotecas@cerlalc.org

01- Introdução

Com o objetivo de reconhecer e consolidar as bibliotecas públicas e comunitárias como espaços de livre acesso à informação e à leitura, trabalhando para a inclusão social e contribuindo para a qualificação e o desenvolvimento da educação, o Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas, realiza anualmente um Concurso de Ajudas dirigido a bibliotecas públicas e comunitárias nos países e cidades membros.

O Iberbibliotecas é dirigida pela Secretaria Geral Ibero-Americana, SEGIB, e é coordenada pelo Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe, CERLALC, como Unidade Técnica.

Com esta décima primeira edição, o Concurso de Ajudas comemora onze anos de apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores de bibliotecas em toda a Ibero-América, durante os quais entregou mais de 2 milhões de dólares para fortalecer as bibliotecas públicas, comunitárias e populares da região.

Esta convocatória abre uma nova etapa em que a igualdade e inclusão de gênero serão componentes transversais. Assim, todos os projetos que se apresentam, independentemente da sua estrutura, finalidade e forma de execução, devem ser concebidos e executados numa perspectiva de igualdade de género, atenção à diversidade e inclusão de grupos vulneráveis.

Nesta versão, o programa prossegue com o reconhecimento dos projetos postulados que demonstrem elevada qualidade, ainda que não sejam eleitos vencedores, a fim de promover a sua divulgação de forma a dotá-los de outras formas e oportunidades para a concretização da sua realização e objetivos . Esses projetos finalistas não selecionados receberão o reconhecimento de sua qualidade, que será expresso em certificado de Projeto Biblioteca Destaque e sua inclusão nos editais de encerramento do Concurso, de forma que esse reconhecimento ajude a entidade a buscar outras possibilidades de apoio ou financiamento.

Por último, importa referir que nesta edição as bibliotecas e entidades interessadas em participar contarão com o apoio de uma Mesa de Acompanhamento para apresentação de projetos que orientarão as inscrições e sanarão dúvidas durante o processo. las bibliotecas y entidades interesadas en participar contarán con el apoyo de una Mesa de Acompanhamento para la presentación de proyectos que orientará las postulaciones y resolverá dudas durante el proceso.

Que tipos de projetos podem ser apresentados?

O 11º Concurso de ajudas 2023 receberá a inscrição de projetos nas três categorias a seguir:

1. Projetos inovadores vinculados à transformação social nos processos bibliotecários. Projetos que desenvolvam uma ou mais das seguintes ações:

    1. Ações e serviços que contribuam para reduzir a exclusão digital e promovam o acesso a serviços, acervos e outros tipos de conteúdo digital.
    2. Ações e planos de formação em competências digitais para o exercício dos direitos de cidadania.
    3. Iniciativas para promover a inovação, experimentação e participação cidadã em bibliotecas da comunidade.
    4. Desenvolvimento de ações/projetos para fortalecer serviços de referência virtual e serviços de informação e memória ou conhecimento local.
    5. Projetos que promovem e incentivam a leitura, a escrita e a oralidade em diferentes suportes e formatos.
    6. Projetos que promovem a sustentabilidade ambiental.

Projetos de fortalecimento de redes e sistemas de bibliotecas nacionais, regionais ou municipais. Esses projetos devem ter como objetivo atender a um ou mais desses objetivos:

    1. Elaboração de planos estratégicos.
    2. Estudos do valor das bibliotecas.
    3. Estudos de avaliação de serviços.
    4. Desenho de planos de apoio à leitura.
    5. Desenvolvimento de estratégias de comunicação digital.
    6. Definição de normas de serviço.
    7. Plano de gestão da coleção.

Observação:clique para conhecer algumas definições sobre rede ou sistema de biblioteca.

Sistema bibliotecário: 1."Biblioteca ou conjunto conectado de bibliotecas com todas as suas divisões, serviços e unidades que cooperam para servir uma área geográfica específica, um domínio temático específico ou um grupo específico de usuários" (ISO) 2. "Conjunto de unidades de bibliotecas com um planeamento e estrutura específicos estrutura organizacional comum, seja qual for o seu âmbito, que geralmente depende de uma mesma unidade administrativa, voltada para a consecução de determinados objetivos” (Varela Orol, et. al., 1988) Rede de bibliotecas: 1."Conjunto de sistemas de bibliotecas conectadas que mantêm sua autonomia administrativa e cujo fundamento é a cooperação entre as bibliotecas que compõem
3. 3. Projetos de planejamento e desenvolvimento de serviços de extensão de bibliotecas, entre outros

Entende-se por serviços de extensão de bibliotecas aqueles que podem ser oferecidos através de serviços móveis dirigidos a comunidades sem acesso aos serviços da biblioteca, seja por motivo de reclusão, exclusão, deficiência ou doença. Os projetos devem estar associados a uma biblioteca pública ou comunitária.

Observação:clique para conhecer um conceito mais amplo de extensão de biblioteca. A aplicação de políticas de extensão bibliotecária implica uma série de ações por parte da biblioteca para atender aos potenciais leitores, ou seja, usuários incomuns com dificuldades de acesso aos seus serviços. A extensão bibliotecária também inclui atividades de promoção da leitura, promoção de livros ou conscientização da leitura. Independentemente da sua terminologia, o objetivo é aproximar os serviços de leitura e biblioteca de qualquer usuário, oferecendo informação e eliminando barreiras socioculturais, económicas, geográficas ou de outro tipo.

03 - Quem pode participar?

Em todos os casos, as entidades que se candidatam ao Concurso devem estar legalmente constituídas e demonstrá-lo adequadamente com os documentos legais regulares exigidos em seu próprio país.

  1. Bibliotecas públicas e comunitárias e populares dos países e cidades membros: Brasil, Chile, Colombia, Costra Rica, El Salvador, España, México, Perú e as cidades de: Medellín e Quito.
  2. Associações, redes e sistemas de bibliotecas públicas ou comunitárias de países ou
  3. Organizações públicas e privadas que apresentam projetos para o desenvolvimento de bibliotecas públicas ou comunitárias e redes de bibliotecas de países e cidades membros ativos. (Nesse caso, deverá ser anexada carta de aprovação ou parecer favorável do projeto da Unidade Gestora responsável pelas bibliotecas a que o projeto se destina).
  4. Cidades ou países não membros que apresentem um projeto conjunto com uma cidade ou país membro ativo. Neste caso, o projeto deve ser apresentado por uma entidade da cidade ou do país membro ativo.

Condições que as bibliotecas ou entidades que se candidatam devem cumprir:

PARA TODAS AS BIBLIOTECAS OU ENTIDADES:

  1. A biblioteca ou entidade proponente só pode apresentar um projeto ao 11º Concurso de Ajudas 2023.
  2. Duas ou mais bibliotecas ou entidades pertencentes a diferentes membros do Programa Iberbibliotecas podem associar-se para apresentar um projeto comum e aspirar a uma maior ajuda financeira. Nesse caso, uma delas assumirá a responsabilidade direta por sua execução: gerenciamento do projeto, administração dos recursos e apresentação de relatórios técnicos e financeiros. A entidade responsável deve ter o aval da entidade a que se associou.

PARA BIBLIOTECAS OU ENTIDADES VENCEDORAS DE OUTROS CONCURSOS:

  1. Uma biblioteca ou entidade que tenha vencido editais anteriores poderá se inscrever novamente dois anos após a conclusão do projeto vencedor (com a aprovação do Conselho) e com um projeto diferente do originalmente escolhido.
    • Observação:Pressupõe-se diferente se a mesma entidade apresentar o mesmo projeto e este se desenvolver: 1) em ou com bibliotecas de território diferente do anterior projeto vencedor; 2) com público-alvo diferente do projeto vencedor anterior; 3) com descrição de objetivos específicos diferentes do projeto vencedor anterior.
  2. Não poderão se candidatar ao edital as bibliotecas ou entidades vencedoras de editais anteriores que não tenham cumprido os requisitos de acompanhamento e avaliação e cujo preenchimento não tenha sido aprovado com sucesso. Se tiver dúvidas sobre este tema, pode consultar a Unidade Técnica do programa caso a sua entidade seja banida do Concurso.

PARA PONTOS FOCAIS DA IBERBIBLIOTECAS:

  1. A organização ou ponto focal que representa cada cidade ou país membro poderá submeter projetos ao Concurso através do mecanismo regular e passará por um processo de avaliação na segunda etapa, que consiste na avaliação do projeto por outros dois pontos focais.

Observação:[i]

3De acuerdo con la definición de la IFLA-UNESCO: “Una biblioteca pública es una organización establecida, respaldada y financiada por la comunidad, ya sea por conducto de una autoridad u órgano local, regional o nacional, o mediante cualquier otra forma de organización colectiva. Brinda acceso al conocimiento, la información y las obras de la imaginación gracias a toda una serie de recursos y servicios y está a disposición de todos los miembros de la comunidad por igual, sean cuales fueren su raza, nacionalidad, edad, sexo, religión, idioma, discapacidad, condición económica y laboral y nivel de instrucción”.

04 - Como apresentar uma proposta?

As propostas poderão ser apresentadas em espanhol ou português.

DOCUMENTOS DE APLICAÇÃO

Os documentos de postulação podem ser baixados em nosso site na seção Convocatórias para bolsas: (https://www.iberbibliotecas.org/por/convocatoria-de-ayudas). Especificamente, 3 documentos preenchidos devem ser entregues:

a) Formulário de inscrição: completar este documento do Word que você está lendo.
b) Formato do orçamento em dólares e moeda local: Baixe e preencha o documento Excel.
c) Formato do calendário ou cronograma das atividades do projeto: Baixe e preencha o documento Excel.

Todas as propostas podem, opcionalmente, entregar:

d) Anexo. Carta assinada pela autoridade local da comunidade beneficiária endossando ou apoiando o projeto apresentado.

Além disso, outros documentos anexados serão entregues se as seguintes condições forem atendidas:

A entidade proponente não é uma biblioteca,nesse caso é necessário:

  1. Anexo. Carta de aprovação ou parecer favorável do projeto pela Unidade Gestora responsável pelas bibliotecas a que o projeto se destina.

O projeto já está em execução, nesse caso é necessário:

  1. Anexos. Você deve enviar no máximo três documentos para comprovar que já está desenvolvendo o projeto.

Os formatos suportados para esses documentos anexados são: .doc; .xls; .ppt; .pdf; .jpg (Ou seja, fotografias, documentos, atas, apresentações, tabelas... etc.).

Para facilitar a tarefa de apresentação de propostas, os interessados podem baixar exemplos dos formatos de calendário e orçamento. Esses exemplos servem como um guia para preencher os formulários de forma clara e precisa.

Download

FORMAS DE ENVIO DE DOCUMENTOS

As bibliotecas ou entidades participantes podem candidatar-se de uma das seguintes formas (apenas uma delas deve ser escolhida):

1. Faça o upload dos documentos de inscrição em nosso site seguindo estas etapas: 

  • a. Entre em nosso site e vá até a seção Convocatória para Bolsas:https://www.iberbibliotecas.org/por/convocatoria-de-ayudas.
  • b. Faça o upload dos documentos gerais preenchidos a serem entregues: formulário, orçamento e cronograma, e os documentos anexos (se necessário). Eles devem ser carregados um a um, clicando nos botões "Anexar". Verifique se o documento está carregado antes de encerrar o aplicativo.


2. Envio dos documentos de postulação por e-mail:
 

  • a. Envie um e-mail para a conta iberbibliotecas@cerlalc.org com o tema "Concurso de Ajudas 2023". Neste e-mail devem ser anexados os documentos gerais de candidatura preenchidos: formulário, orçamento e cronograma, e os documentos anexos (se necessário).

 

Utilizar uma única rota de cadastro, o envio dos projetos por diferentes canais pode dificultar o processo de sistematização.

CONDIÇÕES DE ACEITAÇÃO DE CANDIDATURAS

    • a. Não serão aceitas propostas enviadas após o encerramento da convocatória: 14 de julho às 23h30 em seu país.
    • b. Só será contabilizado o primeiro envio, salvo alteração da data de inscrição.
    • c. Não serão aceitas candidaturas que não incluam todos os documentos necessários devidamente preenchidos.

 

ACEITAÇÃO DOS TERMOS DA CONVOCAÇÃO

A submissão deste Formulário de Inscrição implica a aceitação tácita dos termos e condições destes Concurso do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas. Com a submissão do Formulário de inscrição, a entidade proponente declara que conhece e aceita integralmente os fundamentos do Concurso.

Mesa de Acompanhamento

Posso ter apoio na apresentação da minha proposta?

Com o objetivo de dar apoio e acompanhamento às bibliotecas e entidades que pretendam candidatar-se a este Concurso, a Iberbibliotecas contará com um Mesa de Acompanhamento composto por dois profissionais especializados com formação académica e experiência em planeamento estratégico e gestão de projetos:

  1. Uma pessoa para acompanhar as entidades ou bibliotecas dos países de língua espanhola.
  2. Uma pessoa para acompanhar as entidades ou bibliotecas no Brasil.

Entre outras tarefas, os profissionais responderão as perguntas formais ou metodológicas do edital e darão assessoria, workshops ou palestras sobre a concepção de projetos a entidades e bibliotecas interessadas.

A Mesa iniciará suas atividades de capacitação e acompanhamento no primeiro mês da Convocatória (abril). Todas as informações sobre metodologia e cronogramas serão divulgadas em nossos canais de comunicação.

Para facilitar a tarefa de apresentação de propostas, os interessados podem baixar exemplos dos formatos de calendário e orçamento. Esses exemplos servem como um guia para preencher os formulários de forma clara e precisa.

Para solicitar asesoría en español escribir a mesaconvocatoria@cerlalc.org o mediante el siguiente formulario: https://forms.gle/6GiaZC4ue7FhEGWM9

Para solicitar asesoría en portugués escribir a mesaconcurso@cerlalc.org o mediante el siguiente formulario: https://forms.gle/2dGaSdRgtfMhcEvx8

Prazo para solicitar ajuda da Mesa de Acompanhamento: 7 de julho.

Processo de seleção

Etapa 1

O Cerlalc, órgão que exerce a Unidade Técnica do Programa, se encarregará de verificar o cumprimento dos requisitos de todas as propostas recebidas no Edital e enviará os documentos dos projetos qualificados aos representantes dos países e membros cidades para fazer sua pré-seleção.

Em caso de incumprimento de algum dos requisitos remediáveis, a Unidade Técnica informará a entidade requerente, por via electrónica e numa única ocasião, quais os pontos que devem ser corrigidos, concedendo-lhe o prazo máximo de uma semana para responder aos referidos solicitar.

Características remediáveis:

    1. Formulário de inscrição não preenchido completamente.
    2. Erros de cronograma.
    3. Erros no orçamento.
    4. Seleção da categoria não adequada.

Características não remediáveis:

    1. Documentos faltantes.
    2. Enviar os formatos de orçamento e calendário completamente vazios.
    3. Proposta enviada em outros formatos.
    4. Objetivos que claramente nada têm a ver com o campo da biblioteca.

Não serão aceitos projetos que não sejam desenvolvidos em ou com bibliotecas públicas, comunitárias ou populares: não serão aceitos projetos de bibliotecas escolares (a menos que você justifique que desenvolvem trabalhos com toda a comunidade), especializadas, universitárias e outras.

Etapa 2

Dados os contextos jurídicos, sociais e culturais de cada território, os projetos autorizados pela Unidade Técnica serão avaliados pelo ponto focal sob o qual o projeto foi apresentado. O ponto focal fará uma pré-seleção de acordo com os critérios estabelecidos nas bases deste Edital.

No caso de projetos apresentados ou auspiciados diretamente pelos pontos focais, ou seja, as organizações que representam Iberbibliotecas em cada território, eles serão avaliados diretamente por um subcomitê de seleção composto por dois membros diferentes do Conselho Intergovernamental.

Etapa 3

Cada um dos projetos pré-selecionados e apresentados diretamente pelos pontos focais serão avaliados por um comitê de avaliação de especialistas que serão escolhidos pelo Conselho Intergovernamental da Iberbibliotecas. Este comitê será responsável por desenvolver a etapa 3 da avaliação aplicando os critérios indicados na seção correspondente do Concurso e entregará um conceito de avaliação final que será levado em consideração pelo Conselho para publicar a seleção dos vencedores.

Seleção final

Na seleção final, para os projetos realizados por dois ou mais países ibero-americanos, o Conselho Intergovernamental considerará a possibilidade de somar até um ponto adicional, como critério de avaliação positiva da cooperação bibliotecária entre países.

Haverá pelo menos um projeto vencedor por membro ativo do programa desde que o projeto atenda às condições técnicas e de qualidade estipuladas no edital.

Las decisiones tomadas en los procesos de habilitación, preselección y selección final son inapelables. Se publicarán oportunamente en el portal web del Programa y se divulgarán en sus redes sociales.

07-Critérios de avaliação

O grau de interesse e coerência do projeto será avaliado com base na exposição e conceituação dos seguintes critérios: 

Critério Observaçãos Pontuação 
    • Pertinência e reconhecimento do problema

Identificação do problema, descrição precisa dos objetivos e coerência interna do projeto com o edital.

  • a. Formulação do problema: 0-1 pontos. 
  • b. Objetivos: 0-1 pontos.
  • c. Coerência interna do projeto com a categoria do concurso em que se inscreve: 0-0,5 pontos.
2,5
  • População-alvo e atendimento diferenciado (3 abordagens)
  • O projeto identifica claramente sua população-alvo ou usuários potenciais com atenção à perspectiva de igualdade de gênero, atenção à diversidade cultural e inclusão de grupos vulneráveis ​​ou com necessidades especiais, bem como as necessidades específicas de tais grupos que são objeto de atenção do bibliotecário.
     
  • a. Identificação da população beneficiária: 0-1 pontos.
  • b. Relação entre as necessidades da população beneficiária e o objetivo geral do projeto: 0-1 pontos.
  • c. Possui ações com perspectiva de igualdade de gênero, atenção à diversidade cultural e inclusão de grupos vulneráveis ​​ou com necessidades especiais: 0-1 pontos.
3
  • Sustentabilidade do projeto
    O tempo de existência da entidade e o apresentação de experiências em projetos similares presentación de experiencias de en proyectos similares.
  • a. Experiência da entidade relacionada com o projeto ou atividades similares: 0-1 pontos.
  • b.  Anos de experiência da entidade proponente 0-0,5 pontos. (Um ponto por cada ano de experiência, até 5 anos).
  • c. Experiencia en desarrollo de servicios innovadores: 0-0,5 pontos. 0-0,5 pontos. (Questão 3.2)
2
  • Qualidade da proposta
    Adequação dos elementos do projeto para atingir seus objetivos.
  • a. Estrutura/lógica dos resultados, componentes e atividades e indicadores: 0-1 pontos.
  • b. Sequência das atividades do cronograma: 0-0,5 pontos.
  • c. Viabilidade financeira: 0-1 pontos.
2,5
TOTAL  10 

 

08-Apoio econômico

A bolsa concursável para a 11o Concurso de Ajudas 2023 é de US$ 180.000 (cento e oitenta mil dólares americanos).

Quantidade da ajuda entregue a cada projeto vencedor não pode superar USD 10.000 no caso de ser apresentado individualmente e USD 20.000 no caso de ser apresentado em nome de dois ou mais pontos focais ou outros países que não sejam membros da Iberbibliotecas.

A seleção dos projetos e distribuição orçamentária será realizada da seguinte forma:

Tipo de projeto  Valor unitário  Total 
11 projetos vencedores (um para cada membro ativo da Iberbibliotecas)
Até $ 10.000 USD (dez mil dólares)
$110.000 USD (ciento diez mil dólares)
5 projetos por classificação de pontuação (Depois de escolhidos os 11 projetos do ponto anterior, serão selecionados outros 5 de acordo com a pontuação) Até $ 10.000 USD (dez mil dólares) $ 50.000 USD (cinquenta mil dólares)
Orçamento adicional para complementar projetos vencedores apresentados por dois ou mais países Uma bolsa de US$ 20.000 será destinada para apoiar projetos apresentados por dois ou mais países. $20.000 USD (Veinte mil dólares)
TOTAL  US$ 180.000 (cento e oitenta mil dólares americanos).  

CONTRAPARTIDA DO PROJETO

O recurso designado para o projeto equivalerá a um máximo de 80% do orçamento total do projeto. Por conseguinte, cada entidade beneficiária deve fornecer uma contrapartida mínima ou porcentagem do seu próprio financiamento correspondente a 20% do projeto total e pode ser designada a qualquer tipo de despesa, desde que seja contemplada no projeto apresentado e justificada documentalmente.

DESPESAS FINANCEIRAS E LIMITES POR TIPO DE DESPESAS

O recurso alocado será utilizado exclusivamente para o desenvolvimento do projeto e não poderá ser utilizado para os custos fixos da entidade ou para as despesas administrativas incorridas pelo projeto, tais como: serviços públicos, impostos ou taxas, material de escritório, pessoal permanente ou outros relacionados com o funcionamento da entidade.

No orçamento apresentado, a compra ou aquisição de implementos tecnológicos (computadores, tablets, impressoras, leitores eletrônicos, entre outros) não poderá ultrapassar 20% do valor solicitado à Iberbibliotecas. Se o projeto justificar claramente o atendimento à população com deficiência, a compra ou aquisição de implementos tecnológicos será elevada para 60%.

CONDIÇÕES DE DESEMBOLSO DA AJUDA

Para o desembolso da ajuda financeira aprovada pelo Conselho Intergovernamental, a entidade vencedora deve anexar documentos comprovativos da sua existência e representação legal, bem como os dados da sua conta bancária:

  • a. Documento de existência e representação legal da entidade, emitido no último mês.
  • b. Nomeação do representante legal da entidade.
  • c. Documento de identificação do representante legal da entidade.
  • d. Detalhes da conta bancária da entidade para transferências internacionais.
  • e. Formulário de aceitação do auxílio assinado pelo representante legal.


Um primeiro desembolso correspondente a 60% do valor aprovado será feito quando os documentos forem totalmente apresentados e o formulário de aceitação da ajuda for assinado. Um segundo e último desembolso de 40% da ajuda será feito assim que o relatório parcial for recebido a contento do ponto focal em nome do qual o projeto foi apresentado. A entidade deve apresentar um relatório final que contabiliza o último desembolso recebido para encerrar o projeto.

Caso os fundos devam ser recebidos por uma entidade externa à qual a proposta é submetida, o representante legal deve ainda enviar uma carta autorizando a transferência para aquela entidade.

09-Calendário

O programa Iberbibliotecas desenvolve anualmente o Concurso de Ajudas, de acordo com o seu calendário de atividades, para que o dia de deliberação para a seleção final dos projetos vencedores possa coincidir com o Conselho Intergovernamental, que para o ano de 2023 será realizado em dezembro.

Atividade Data 
Abertura da Chamada17 de abril
Prazo para solicitar ajuda da Mesa de Acompanhamento7 de julho
Encerramento do recebimento de propostas23 de julho
Revisão dos requisitos11 de agosto
Correção das propostas 18 de agosto
Publicação dos projetos habilitados 25 de agosto
Publicação dos projetos pré-selecionados 16 de outubro
Publicação dos projetos vencedores 19 de dezembro
Primeiro desembolso da ajuda económica Janeiro de 2024
Fim da execução dos projetos Dezembro de 2024

10-Acompanhamento e Avaliação

As entidades vencedoras devem apresentar relatórios mensais à Unidade Técnica que prestam contas da execução técnica do projeto nos formatos estabelecidos para o efeito. Quando 60% do projeto estiver executado, as entidades vencedoras apresentarão um relatório de andamento com os respectivos suportes (faturas, folhas de presença, material audiovisual ou outros), que serão analisados pelo Conselho Intergovernamental do Programa para autorizar a segunda e último desembolso de 40% da ajuda aprovada.

No final do projeto, as entidades beneficiárias devem enviar um relatório técnico e financeiro que dê conta da execução de todo o orçamento atribuído. Caso não tenham executado 100%, deverão efetuar o reembolso pertinente à Unidade Técnica.

A entrega do relatório final também possibilitará formalizar o encerramento do processo através de ato de cumprimento expedido pelo Conselho Intergovernamental.

As instituições beneficiárias que não atenderem a todos os requisitos de acompanhamento do Concurso não poderão se candidatar a futuras convocatórias e deverão reembolsar o auxílio recebido. No caso de não efetuar a devolução, o Conselho Intergovernamental poderá iniciar o processo legal correspondente.

A informação técnica e documental dos projetos vencedores que tenham concluído a sua execução será armazenada numa plataforma digital dentro do portal do Programa, de forma a servir como um banco de boas práticas que podem ser replicadas em diferentes pontos da região Ibero-americana.

11-Consultas

Para resolver qualquer dúvida relacionada com a candidatura, os interessados em apresentar as propostas podem entrar em contato com a Unidade Técnica do Programa:

E-mail iberbibliotecas@cerlalc.org

Soraia Magalhães

Escritora de libros infantiles y creadora y editora del blog Caçadores de Bibliotecas. Doctora por la Universidad de Salamanca, España (Programa de Doctorado Formación en la Sociedad del Conocimiento). Máster en Sociedade e Cultura na Amazônia y Licenciada en Biblioteconomía, ambos de la Universidade Federal do Amazonas. Participó como colaboradora la revista Biblioo.

Activista de acciones centrada en el fortalecimiento de las bibliotecas públicas, obtuvo en 2013 el Premio Movers  Shakers, del Library Journal en los Estados Unidos y el premio Genesino Braga del Consejo Regional de Biblioteconomía de la biblioteca CRB-11, por su participación en el Movimiento Abre la Biblioteca que solicitó la reapertura de la Biblioteca Pública del estado de Amazonas cerrada por más de 5 años.

This will close in 0 seconds

Adriana María Betancur B.

Bibliotecóloga, especialista en Gestión Pública; con amplia experiencia y trayectoria en la gestión de bibliotecas públicas, servicios de información local y políticas públicas. Estuvo vinculada a la Biblioteca Pública Piloto de Medellín; creadora y coordinadora de los servicios de información local, Jefa del Departamento de Cultura y Bibliotecas y Gerente de Educación, Cultura y Bibliotecas de la Caja de Compensación Familiar de Comfenalco Antioquia. Su última publicación del 2019 fue «Integración de las Bibliotecas Públicas en los planes de Desarrollo Territorial: estrategias y desafíos» publicado en la Editorial de la Biblioteca Pública Piloto con fondos de ayudas del Programa Iberoamericano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas.

This will close in 0 seconds

Oskar Hernández

Gestiona desde 2020 la Hemeroteca General de la Universidad Autónoma de Barcelona (UAB) y es candidato a doctor en el campo de los Estudios Sociales de la Ciencia y la Tecnología por la misma universidad (Departamento de Psicología Social). Sus intereses
de investigación giran alrededor de la participación ciudadana en contextos abiertos de experimentación, las prácticas de innovación en entornos bibliotecarios y las transformaciones que están experimentando actualmente las bibliotecas. Desarrolla su trabajo en los grupos de investigación STS-b, Barcelona Science and Technology Studies (UAB) y Social Impact of Artificial Intelligence (Centro de Visión por Computador, CVC-UAB). Es miembro del Grupo de Trabajo Estratégico Laboratorios Bibliotecarios (Ministerio de Cultura y Deporte del Gobierno de España) y del grupo promotor del Lab Bibliotecas del Instituto Cervantes. Forma parte del panel de expertos
del proyecto europeo LibrarIn (sobre innovación y transformación en bibliotecas públicas), financiado por la Unión Europea. Ha trabajado para la Comisión Europea como evaluador externo de proyectos I+D+I del programa Horizonte Europa (2021-2027). Está afiliado a la Society for Social Studies of Science y, entre 2021-2023, fue el vicepresidente de la Sociedad Española de Documentación e Información Científica (SEDIC). Más información y datos de contacto: https://www.linkedin.com/in/oskarhernandez/

This will close in 0 seconds

Oskar Hernández

Desde 2020, dirige a Hemeroteca da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) e é doutorando na área de Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia na mesma universidade (Departamento de Psicologia Social). Os seus interesses de investigação giram em torno da participação cidadã em contextos de experimentação aberta, das práticas de inovação em ambientes bibliotecários e das transformações que as bibliotecas estão a experienciar atualmente. Desenvolve seu trabalho nos grupos de pesquisa STS-b, Estudos de Ciência e Tecnologia de Barcelona (UAB) e Impacto Social da Inteligência Artificial (Centro de Visão Computacional, CVC-UAB). É membro do Grupo de Trabalho Estratégico de Laboratórios de Bibliotecas (Ministério da Cultura e Esporte do Governo de Espanha) e do grupo promotor das Bibliotecas Laboratório do Instituto Cervantes. Faz parte do painel de especialistas do projeto European LibrarIn (sobre inovação e transformação em bibliotecas públicas), financiado pela União Europeia. Trabalhou para a Comissão Europeia como avaliador externo de projetos de I&D&I do programa Horizonte Europa (2021-2027). É afiliado à Sociedade de Estudos Sociais da Ciência e, entre 2021-2023, foi vice-presidente da Sociedade Espanhola de Documentação e Informação Científica (SEDIC). Mais informações e contato: https://www.linkedin.com/in/oskarhernandez/

This will close in 0 seconds

Adriana Maria Betancur B.

Bibliotecária, especialista em Gestão Pública; com ampla experiência e histórico na gestão de bibliotecas públicas, serviços de informação locais e políticas públicas. Trabalhou na Biblioteca Pública Piloto de Medellín; criadora e coordenadora de serviços de informação local, Chefe do Departamento de Cultura e Bibliotecas e Gerente de Educação, Cultura e Bibliotecas do Fundo de Compensação Familiar Comfenalco Antioquia. A sua última publicação de 2019 foi “Integração das Bibliotecas Públicas nos planos de Desenvolvimento Territorial: estratégias e desafios” publicada no Editorial de la Biblioteca Pública Piloto com fundos de ajuda do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas.

This will close in 0 seconds

Soraia Magalhães

Escritora de livros infantis e criadora e editora do blog Caçadores de Bibliotecas. Doutor pela Universidade de Salamanca, Espanha (Programa Doutoral Formação na Sociedade do Conhecimento). Mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia e Bacharel em Biblioteconomia, ambos pela Universidade Federal do Amazonas. Participou como colaboradora da revista Biblioo. Ativista de ações focadas no fortalecimento de bibliotecas públicas, em 2013 ganhou o Prêmio Movers & Shakers do Library Journal nos Estados Unidos e o prêmio Genesino Braga do Conselho Regional de Bibliotecas da biblioteca CRB-11, pela participação no programa Open the Library Movimento que solicitou a reabertura da Biblioteca Pública do estado de Amazonas fechada há mais de 5 anos. Activista de acciones centrada en el fortalecimiento de las bibliotecas públicas, obtuvo en 2013 el Premio Movers  Shakers, del Library Journal en los Estados Unidos y el premio Genesino Braga del Consejo Regional de Biblioteconomía de la biblioteca CRB-11, por su participación en el Movimiento Abre la Biblioteca que solicitó la reapertura de la Biblioteca Pública del estado de Amazonas cerrada por más de 5 años.

This will close in 0 seconds

Iniciar Sessão
Logout