Iberbibliotecas

Projetos especiais, alianças e consultorias especializadas

O QUE VOCÊ VAI ENCONTRAR?

Essa linha permite a aplicação direta de solicitações feitas pelos próprios pontos focais para atender necessidades específicas da cidade, país ou região. O objetivo da linha é apoiar o desenvolvimento de projetos especiais para cada ponto focal, com foco permanente na cooperação técnica e estratégica e na divulgação de resultados e impactos na Ibero-América. Nesse sentido, os projetos que são submetidos a esta chamada podem ser direcionados para atender a uma situação específica do ponto focal solicitante, mas devem sempre incluir ações de divulgação e em benefício de outros países. Esta chamada também aceitará projetos que envolvam um intercâmbio técnico direto entre dois ou mais países.

Aqui você encontrará os relatórios finais das diferentes experiências.

Assistência Técnica na Costa Rica 2017

A Assistência Técnicana Costa Rica pela Colômbia consistiu na participação de doisworkshops. No primeiro foram conhecidas, analisadas e interpretadas as pautas estabelecidas por Recursos Descrição e Acesso (RDA). Posteriormente, no segundoworkshopfoi trabalhada a técnica de catalogação bibliográfica no padrão RDA da Biblioteca Nacional da Colômbia (BNC) junto aosfuncionários públicos da Unidade Técnica da Biblioteca Nacional da Costa Rica quem estavam encarregados da sistematização da informação da rede de bibliotecas do Sistema Nacional de Bibliotecas no âmbito do programa IBERBIBLIOTECAS / CERLAC.

Assistência Técnica no Peru 2018

Em Março de 2018, o Peru recebeu a Assistência Técnica solicitada para a elaboração e implementação do Sistema Nacional de Bibliotecas do Peru (BNP). Para isso, quatro servidores públicos da Biblioteca Nacional do Peru viajaram para Santiago do Chile para conhecer o funcionamento do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) do Chile a fim de oferecer ferramentas ao Sistema Nacional de Bibliotecas do Peru para construir seu próprio modelo adequado à realidade territorial nacional e às metas do Governo desse país nessa área. Depois deste primeiroworkshop de capacitação, Gonzalo Oyarzún viajou para Lima a fim de continuar o processo de fortalecimento do Sistema. 

Assistência Técnica no México 2018

2017 foi um ano difícil para o México, um furacão e dois terremotosde mais de 7 graus causaram grandes danos em diversas cidades do México gerando a deterioração de mais de 500 imóveis bibliotecários. Assim, durante o primeiro semestre de 2018 Iberbibliotecas, sob o programa de Assistência Técnica, concedeu ao país$34,570 dólares para apoiar a aquisição de 16 coleções de 250 títulos cada uma para o mesmo número de bibliotecas afetadas por estas catástrofes naturais. 

Assistência Técnica em Medellín 2018

Entre 17 e 23 de novembro, Asún Maestro, especialista espanhola, viajou para Medellín com o propósito de contribuir para o estudo realizadopela cidade sobre o valor socioeconômico das bibliotecas públicas de Medellín que tem como objetivo mostrar oretorno do investimento aos usuários e a capacidade que as bibliotecas têm para gerar benefícios sociais aos indivíduos, às comunidades e às indústrias culturais. 

ASSISTÊNCIA TÉCNICA EQUADOR 2019

En esta asistencia técnica la Biblioteca Nacional Eugenio Espejo realizó una visita a Colombia para conocer el funcionamiento de la Biblioteca Nacional y su Red Nacional de Bibliotecas Públicas, así como la Red Distrital de Bibliotecas Públicas de Bogotá, BibloRed, y el Sistema de Biblioteca Públicas de Medellín. La visita se realizó durante una semana y el objetivo fue intercambiar conocimiento para replicar en las bibliotecas del país y el personal que trabaja en ella.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA BRASIL 2020

O Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) do Brasil propôs um Estudo do valor social das bibliotecas do país, realizado em 2021 e 2022. Este produto visa apoiar a defesa das bibliotecas públicas como essenciais para o desenvolvimento da sociedade brasileira. Vale dizer que este documento é o primeiro passo para realmente compreender o valor que as bibliotecas representam nos cenários social, político, educacional, informativo e econômico.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA CHILE 2021

Por meio da assistência, foi realizada uma investigação para identificar iniciativas de promoção da leitura nas prisões ibero-americanas. Foi também incorporada uma seleção de literatura associada à descrição e análise da leitura em contextos de privação de liberdade. Esse levantamento de informações foi plantado como a primeira fase de um projeto maior de formação e ativação de uma rede cultural, formada por pessoas interessadas em promover o hábito da leitura em homens e mulheres que cumprem algum tipo de pena privativa de liberdade. Este é o RED LEEN, LECTURAS EN EL ENCIERRO: rede ibero-americana de bibliotecas e iniciativas para promover a leitura nas prisões ibero-americanas.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARAGUAI 2021

Nesta assistência técnica, foram realizadas atividades da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas do Paraguai, que consistiu em uma viagem para conhecer o funcionamento da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas e da Biblioteca Nacional da Colômbia, a fim de articular ações para o fortalecimento , manutenção e consolidação da rede própria do país.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA PANAMÁ 2021

A assistência permitiu a realização do curso Teórico-Prático "Concepção e Desenvolvimento de Projetos Sociais", que teve como objetivo dotar os bibliotecários participantes de ferramentas que permitam a concepção de um projeto de forma colaborativa. Do ponto de vista da formação, foi abordada a abordagem baseada na competência, aprendizagem experiencial e contextual, apoiada na teoria da carga cognitiva, aprendizagem superficial e profunda.

Soraia Magalhães

Escritora de libros infantiles y creadora y editora del blog Caçadores de Bibliotecas. Doctora por la Universidad de Salamanca, España (Programa de Doctorado Formación en la Sociedad del Conocimiento). Máster en Sociedade e Cultura na Amazônia y Licenciada en Biblioteconomía, ambos de la Universidade Federal do Amazonas. Participó como colaboradora la revista Biblioo.

Activista de acciones centrada en el fortalecimiento de las bibliotecas públicas, obtuvo en 2013 el Premio Movers  Shakers, del Library Journal en los Estados Unidos y el premio Genesino Braga del Consejo Regional de Biblioteconomía de la biblioteca CRB-11, por su participación en el Movimiento Abre la Biblioteca que solicitó la reapertura de la Biblioteca Pública del estado de Amazonas cerrada por más de 5 años.

This will close in 0 seconds

Adriana María Betancur B.

Bibliotecóloga, especialista en Gestión Pública; con amplia experiencia y trayectoria en la gestión de bibliotecas públicas, servicios de información local y políticas públicas. Estuvo vinculada a la Biblioteca Pública Piloto de Medellín; creadora y coordinadora de los servicios de información local, Jefa del Departamento de Cultura y Bibliotecas y Gerente de Educación, Cultura y Bibliotecas de la Caja de Compensación Familiar de Comfenalco Antioquia. Su última publicación del 2019 fue «Integración de las Bibliotecas Públicas en los planes de Desarrollo Territorial: estrategias y desafíos» publicado en la Editorial de la Biblioteca Pública Piloto con fondos de ayudas del Programa Iberoamericano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas.

This will close in 0 seconds

Oskar Hernández

Gestiona desde 2020 la Hemeroteca General de la Universidad Autónoma de Barcelona (UAB) y es candidato a doctor en el campo de los Estudios Sociales de la Ciencia y la Tecnología por la misma universidad (Departamento de Psicología Social). Sus intereses
de investigación giran alrededor de la participación ciudadana en contextos abiertos de experimentación, las prácticas de innovación en entornos bibliotecarios y las transformaciones que están experimentando actualmente las bibliotecas. Desarrolla su trabajo en los grupos de investigación STS-b, Barcelona Science and Technology Studies (UAB) y Social Impact of Artificial Intelligence (Centro de Visión por Computador, CVC-UAB). Es miembro del Grupo de Trabajo Estratégico Laboratorios Bibliotecarios (Ministerio de Cultura y Deporte del Gobierno de España) y del grupo promotor del Lab Bibliotecas del Instituto Cervantes. Forma parte del panel de expertos
del proyecto europeo LibrarIn (sobre innovación y transformación en bibliotecas públicas), financiado por la Unión Europea. Ha trabajado para la Comisión Europea como evaluador externo de proyectos I+D+I del programa Horizonte Europa (2021-2027). Está afiliado a la Society for Social Studies of Science y, entre 2021-2023, fue el vicepresidente de la Sociedad Española de Documentación e Información Científica (SEDIC). Más información y datos de contacto: https://www.linkedin.com/in/oskarhernandez/

This will close in 0 seconds

Oskar Hernández

Desde 2020, dirige a Hemeroteca da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) e é doutorando na área de Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia na mesma universidade (Departamento de Psicologia Social). Os seus interesses de investigação giram em torno da participação cidadã em contextos de experimentação aberta, das práticas de inovação em ambientes bibliotecários e das transformações que as bibliotecas estão a experienciar atualmente. Desenvolve seu trabalho nos grupos de pesquisa STS-b, Estudos de Ciência e Tecnologia de Barcelona (UAB) e Impacto Social da Inteligência Artificial (Centro de Visão Computacional, CVC-UAB). É membro do Grupo de Trabalho Estratégico de Laboratórios de Bibliotecas (Ministério da Cultura e Esporte do Governo de Espanha) e do grupo promotor das Bibliotecas Laboratório do Instituto Cervantes. Faz parte do painel de especialistas do projeto European LibrarIn (sobre inovação e transformação em bibliotecas públicas), financiado pela União Europeia. Trabalhou para a Comissão Europeia como avaliador externo de projetos de I&D&I do programa Horizonte Europa (2021-2027). É afiliado à Sociedade de Estudos Sociais da Ciência e, entre 2021-2023, foi vice-presidente da Sociedade Espanhola de Documentação e Informação Científica (SEDIC). Mais informações e contato: https://www.linkedin.com/in/oskarhernandez/

This will close in 0 seconds

Adriana Maria Betancur B.

Bibliotecária, especialista em Gestão Pública; com ampla experiência e histórico na gestão de bibliotecas públicas, serviços de informação locais e políticas públicas. Trabalhou na Biblioteca Pública Piloto de Medellín; criadora e coordenadora de serviços de informação local, Chefe do Departamento de Cultura e Bibliotecas e Gerente de Educação, Cultura e Bibliotecas do Fundo de Compensação Familiar Comfenalco Antioquia. A sua última publicação de 2019 foi “Integração das Bibliotecas Públicas nos planos de Desenvolvimento Territorial: estratégias e desafios” publicada no Editorial de la Biblioteca Pública Piloto com fundos de ajuda do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, Iberbibliotecas.

This will close in 0 seconds

Soraia Magalhães

Escritora de livros infantis e criadora e editora do blog Caçadores de Bibliotecas. Doutor pela Universidade de Salamanca, Espanha (Programa Doutoral Formação na Sociedade do Conhecimento). Mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia e Bacharel em Biblioteconomia, ambos pela Universidade Federal do Amazonas. Participou como colaboradora da revista Biblioo. Ativista de ações focadas no fortalecimento de bibliotecas públicas, em 2013 ganhou o Prêmio Movers & Shakers do Library Journal nos Estados Unidos e o prêmio Genesino Braga do Conselho Regional de Bibliotecas da biblioteca CRB-11, pela participação no programa Open the Library Movimento que solicitou a reabertura da Biblioteca Pública do estado de Amazonas fechada há mais de 5 anos. Activista de acciones centrada en el fortalecimiento de las bibliotecas públicas, obtuvo en 2013 el Premio Movers  Shakers, del Library Journal en los Estados Unidos y el premio Genesino Braga del Consejo Regional de Biblioteconomía de la biblioteca CRB-11, por su participación en el Movimiento Abre la Biblioteca que solicitó la reapertura de la Biblioteca Pública del estado de Amazonas cerrada por más de 5 años.

This will close in 0 seconds

Iniciar Sessão
Logout