Iberbibliotecas

Idioma

  • A  A  A  

mENÚ

Estágios Internacionais 2016

LOCAÇÃO

Medellín, Colombia

Bibliolabs: território em código aberto e colaborativo

O programa de Estágios Internacionais Iberbibliotecas tem como objetivo contribuir ao desenvolvimento de recursos humanos altamente qualificados para enfrentar os desafios que as bibliotecas públicas têm na região ibero-americana. Este exercício permite aos bibliotecários participantes melhorarem suas habilidades profissionais e fortalecer seu trabalho através do reconhecimentos de outras experiências, comunicação e trabalho colaborativo entre profissionais de diferentes países da região.

Os primeiros estágios internacionais foram realizadosde 20 a 27 de novembro de 2016 na cidade de Medellín, Colômbia. Nesta essa ocasião 14 bibliotecários do Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, México e Paraguai tiveram a oportunidade de conhecer o Sistema de Bibliotecas Públicas de Medellín e os diferentes programas e projetos que se desenvolvem nas bibliotecas que o compõem.

No ano de 2016, o estágio terá como tema central a cultura digital na biblioteca pública. Subordinada ao tema:Bibliolabs: territórios em código aberto e colaborativoa estadia formativa centrar-se-á em conhecer a metodologia dos Bibliolabs, cujo objetivo é incentivar a produção e gestão de informação e conhecimento através do trabalho colaborativo entre bibliotecários, organizações, comunidades e utilizadores das bibliotecas.

Atividades e temas abordados no Estágio

Entre as atividades realizadas pelos estagiários em Medellín destacamos a visita a onze bibliotecas e parques de bibliotecas onde os diversos projetos realizados foram conhecidos pelos bibliotecários locais com o apoio do Grupo de Amigos da Biblioteca (GAB) e participação da comunidade. 

Os projetos visitados pelos estagiários giravam ao redor de quatro temas fundamentais: acessibilidade à informação e aos serviços bibliotecários para pessoas com deficiência; geração de conteúdos e acesso à informação a partir do reconhecimento do território; memória histórica; uso de TIC e ferramentas informáticas. 

Embora os bibliotecários visitantes tenham manifestado seu interesse por todos os temas abordados, as Tecnologias da Informação e a Comunicação como parte fundamental do projeto: Bibliolabs: território em código aberto e colaborativo jogaram um papel protagonista nos estágios. Além de conhecer como as TIC fazem parte de cada uma das iniciativas de acessibilidade, geração de conteúdos e memória histórica das bibliotecas de Medellín, os estagiários tiveram a oportunidade de interagir diretamente com algumas ferramentas informáticas que permitiram aos usuários e aos bibliotecários ter acesso à informação, co-criar e gerenciar conhecimento. Desta maneira os visitantes participaram em dois workshops de experimentação tecnológica relacionados com o uso público da informação. O primeiro de código aberto, focado na plataforma Wikipédia e na possibilidade de contribuir à enciclopédiaatravés da redação de artigos. No segundoworkshop, baseado no hardware e software Arduino (hardware livre), os estagiários, com apoio de jovens da comunidade, aprenderam as noções básicas de programação e desenvolveram exercícios práticos sobre o tema. 

Ao finalizar o estágio foram realizadas atividades de intercâmbio e retroalimentação sobre os projetos e iniciativas que com cada um dos estagiários em suas bibliotecas. Estes espaços também permitiram aos bibliotecários anfitriões e visitantes expressar suas impressões sobre osestágios e as atividades desenvolvidas. 

Principais resultados

Para os bibliotecários convidados e anfitriões, oestágio abriu um diálogo de conhecimento e trocas de ideias em torno da gestão e criação de conteúdos nas bibliotecas e com a participação de seus usuários. Uma das ideias norteadoras do encontro foi que nunca há uma única forma de fazer e criar nas bibliotecas, existemvárias expressões que precisam ser consideradasna elaboração de projetos bibliotecários. 

Os bibliotecários visitantes manifestaram a importância do reconhecimento de outras experiências realizadas por seus pares, o qual permite enriquecer os processos de cada profissional em seu país e replicar iniciativas ou metodologias em outros contextos. Sobre este ponto, destaca-se o forte trabalho realizado pelo Sistema de Bibliotecas Públicas de Medellín por incluir à comunidade como parte fundamental dos processos e atividades realizadaspelas bibliotecas, posicionando estes espaços como lugares reais de transformação social onde o trabalho colaborativo é realizado com a comunidade para a solução dos problemas que afligem a cidade. 

Esta primeira versão do programa de Estágios Internacionais da Iberbibliotecas é o início de um esforço por criar laços e alianças entre bibliotecários de toda a região a fim de fortalecer os processos próprios e conseguir desenvolver projetos em conjunto que, além de enriquecer as bibliotecas públicas, contribuam para a construção de vínculos entre comunidades com fortes ligações culturais, geográficas e linguísticas. 

Leia os relatórios dos estagiários, clicando nas imagens:

Logout